Personagem Tricolor - DaLua

O mês de novembro é muito especial para todos nós, tricolores caxienses, pois nossa quadra esta a todo vapor e o carnaval já está batendo em nossa porta. Como mais uma forma de homenagem, irei publicar sempre a história de pessoas que ajudam a esta engrenagem girar.

 

Para hoje, escolhi contar a trajetória de um grande amigo que o samba me deu, uma pessoa tão especial que tenho orgulho de chamar de irmão! Se eu disser Mozart Donozor, acho que muitos irão estranhar, mas, se eu disser que o homenageado é o nosso querido Da Lua, todo mundo vai saber de quem estou falando, né?

 

Como todo bom tricolor, o jovem começou a desfilar na nossa mãe Grande Rio desde muito jovem, em ala infantil entre os anos de 1996 até 1999, período marcante em sua infância, que carrega até hoje.

 

Já com a maioridade plena, o filho do nosso amado vice-presidente Paulo Machado participou de um dos maiores testes para ingressar em uma bateria de escola de samba da história do carnaval, enfrentando cinco horas seguidas tocando dentro de uma sala, tudo para participar do coração tricolor. E, nem o cansaço conseguiu derrubar o sonho dele, que, após fixa-se na ala,  pode participar de diversas viagens e shows representando a escola, como:s em um espetáculo dirigido pelo Carlinhos de Jesus e ser um dos percussionistas do circuito Barra/Ondina pelo Expresso 2222.

 

Já em 2006, Mozart decidiu conquistar outro de seu sonho. Desta vez, entrou para a ala de compositores, atitude que lhe rendeu participar de seis finais consecutivas e consagra-se, juntamente com sua parceria, campeão das disputas do ano de 2009, “Voilá, Caxias! Para sempre liberté, egalité, fraternité, merci beaucoup, Brésil! Não tem de quê!”, e 2010,“Das arquibancadas ao camarote número 1, um Grande Rio de emoção, na Apoteose do seu coração”, consagrados hinos tricolores.

 

Outra vitória foi concebida no ano de 2010, que foi nomeado pelo mestre Ciça como diretor de bateria, ajudando a comandar aquele memorável ano aonde levamos um desfile em homenagem aos 25 anos da Marquês de Sapucaí .

 

Uma das marcas mais registradas desse meu querido amigo é a sua irreverência e animação, estado de espirito que contagia a todos. A prova disso foi no ano de 2011: na final da disputa de samba, Da Lua surpreendeu a todos quando apareceu suspenso a um cabo de aço, que estava fixado no teto da quadra. Uma atitude de muita coragem, não acha?

Toda a sua trajetória participativa dentro da escola lhe rendeu seu posto de hoje. Mozart, além de um componente assíduo, foi nomeado diretor social no ano de 2014, posto que recebeu das mãos do nosso presidente de honra Jayder Soares, tornando-se responsável por todos os eventos da quadra, cargo que exerce com muita perfeição.

 

Só me resta parabenizar e agradecer este grande homem de 29 anos por toda a sua história de amor pela nossa querida Tricolor Caxiense. E também agradecer a sua companheira –e minha amada amiga- Luciene Tavares, a nossa princesa Santinha, por me ajudar a compor esta homenagem.

 

 

14971772_1282745538444079_153367331_n.jpg

14996304_1282707521781214_958717359_n.jpg

14962972_1282707485114551_2134574761_n.jpg14958503_1282707495114550_1312765258_n.jpg14997039_1282707395114560_148221709_n.jpg

 

 

 

15032441_1282707381781228_638755274_n.jpg14961519_1282707415114558_482103371_n.jpg15033778_1282707615114538_1781189059_n.jpg

14962912_1282707451781221_25330295_n.jpg

14971959_1282707578447875_1727781632_n.jpg14962971_1282707551781211_1742115580_n.jpg14972000_1282707538447879_1492747897_n.jpg

Samba enredo 2018 GRANDE RIO