Mão Na Massa - Fantasia De Destaque

À tarde de ontem foi de muito aprendizado para mim, que pude participar um pouco da rotina de criação de fantasias de destaque. E -claro!- vim contar tudinho para vocês.

 

Para ter uma verdadeira aula, fui participar da rotina do atelier comandado por Bruno Cesar, que chega contar com doze componentes na equipe. Sempre com muita simpatia, a equipe me explicou todas as etapas.

 

E, para compreender o início, questionei sobre quando começam os trabalhos, “Esta parte do carnaval começa após a apresentação dos protótipo. Dalí, o carnavalesco (Fábio Ricardo) elabora as fantasias dos carros, que são divididas em Destaque e Semi destaque. Depois deste processo, a gente transforma o desenho em realidade”,  contra o profissional Bruno, que já está na Grande Rio há quatro anos!

 

Também em conversa, toda a equipe concordou que, em média, são necessários cinco meses de trabalho, pois gastam cerca de três semanas para compor noventa por cento de uma peça, os dez por cento fica para mais perto do carnaval, para conservação. Verdadeiras esculturas que vestem diversos ícones da nossa Grande Rio todos os anos.

 

Já colocando a mão na massa, o jovem Sergio Junior me ajudou no processo de pedraria, explicando-me as diferenças dos materiais, composições de cores e a colagem.  “Impossível falar em pedra e não falar da fantasia do David Brazil para este ano (2016 - "Fui no Itororó beber água, não achei. Mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei...".). Ele veio representando o Juiz Margarida, aquela fantasia era muito linda e contou com muitas pedras!”, recorda Junior, que está entrando no seu terceiro carnaval na tricolor.

 

Depois que aprendi tudo sobre pedra, a jovem Thuane Viana me levou para o departamento de Plumas e Faizões -não nego, dei trabalho! Com muita paciência, ela me explicou sobre a cartela de cores, degrade e me contou algumas histórias: “Este departamento geralmente é os dez por cento que falta na fantasia, deixamos mais para o final, pois não é tão trabalhoso e, às vezes, requer um pouco mais de pesquisa, pode não ter da cor que o carnavalesco deseja, tem que mandar tingir, entre outras coisas!”.

 

Já a contramestra Raquel Santos me deu um banho de aprendizado de costura e modelagem, me fez até sentar na máquina para que eu tentasse manusear, até que não fui tão mal, mas, se teve uma parte que me destaquei foi trocar de linha, e só! (risos)

 

Com um clima totalmente feliz, todos se mostram bem animados para o próximo carnaval, que levará a história da querida cantora Ivete Sangalo para a Marquês de Sapucaí.

 

Antes de me despedir, quero agradecer a todos essa família que me acolheu nesta tarde para compor o “Mão Na Massa” de hoje.

 

15050314_1284883954896904_1189237297_n.jpg

Equipe Bruno Cesar recebendo o destaque David Brazil.

Samba enredo 2017 GRANDE RIO