O carnaval também é luta

A G.R.E.S. Acadêmicos do Grande Rio orgulha-se de apoiar um centro de treinamento especializado na prática do esporte ‘MMA’. A Grande Rio patrocina a RFT, Renovação Fight Team, que é um dos primeiros centros de MMA do Rio de Janeiro e do Brasil.”

A sede da Renovação Fight Team fica localizada no bairro de Botafogo, Rua São João Batista, número 112, 2º e 3º piso.

A RFT, atualmente, é uma das maiores potências do Brasil na prática do MMA.

Marcio Ramos Barbosa, o Márcio Cromado, nascido em Nilópolis no dia 06 de novembro de 1972, lutou competindo profissionalmente até 2003, se aposentou devido a uma seqüência de lesões, sempre teve o sonho de ser treinador. Cromado possui uma vasta comquista de títulos nacionais e internacionais.

Marcio Cromado fundou o centro de treinamento de MMA, RFT, no ano de 2000.

O MMA (Mixed Martial Arts), anteriormente, era conhecido como vale-tudo, mas passou a chamar-se de MMA pela junção de técnicas, pela limitação de aplicação de alguns golpes e pela divisão de categorias de peso. Essa modalidade de luta, segundo o treinador Márcio Cromado, já sofreu muito preconceito, esta prática era associada à violência. Atualmente, este esporte está em ascensão, os eventos que promovem o MMA, cada vez mais, estão sendo vistos. A prática das lutas está em evidência no Brasil, os atletas de MMA são reconhecidos pela imprensa e pela sociedade. “antigamente, as mães levavam seus filhos pra escolinha de futebol, de voleibol, basquetebol e natação, hoje eu recebo aqui na academia, mães trazendo seus filhos para treinarem artes marciais”, afirmou Cromado.

Na RFT, por ser um centro de treinamento e excelência em lutas, são ministradas aulas de Judô, Jiu-Jitsu, Luta livre esportivawrestling, Muay Thai, boxe tradicional e Aikidô e o treinamento voltado para o alto rendimento.
Os treinadores da RFT são; Marcio Cromado (Luta livre), Giovani Diniz (boxe), Rafael Vinicius (Muay Thai), Marcos Paulo (técnico da seleção brasileira de luta Greco Romana), Maria Elizabeth, atleta de MMA e preparadora física, bicampeã brasileira e Pan-americana de Kickboxing, Leonardo Coelho, Fred e outros.

Na academia RFT podem treinar homens, mulheres, crianças, idosos e todo o tipo de público.

Nossa onda aqui é ensinar aquilo que nos foi ensinado”. Palavras do treinador e ex-atleta Marcio Cromado.

Na academia existe, uma média de 200 a 300 alunos, mas profissionais de MMA são 30. O Centro especializado em MMA também conta com um campo de futebol no último andar, que serve de lazer para os atletas e uma academia de musculação para auxiliar nos treinamentos dos competidores.

Com os alunos amadores, é feito um treinamento mais leve, voltado para didática do esporte e da técnica. Já com os profissionais é feito um treinamento mais intenso, voltado para prática profissional, para competição.

A academia RFT, está presente em Brasília, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso do sul, EUA e Inglaterra.

A RFT possui uma forma de recepção e alojamento dos atletas vindos de outros estados e países, chama-se CAMP RFT. Este alojamento consiste em um espaço para receber e abrigar esses atletas, proporcionando-lhes uma estrutura que os permita alcançar seus objetivos profissionais. Já foram recebidos atletas da Grécia, Israel, Sérvia, Itália, Japão, entre outras nações.

No último dia 19 de fevereiro, o atleta da RFT, Sergio jr, nascido em Natal, protagonizou a luta mais esperada da noite no evento esportivo Jungle Fight, realizado no Espírito Santo. Sergio fez sua luta contra o atleta Edilberto Crocotá, e, felizmente, foi o grande vencedor da noite.

A academia RFT possui o programa de treinamento com os atletas profissionais, que competem em grandes eventos esportivos do MMA, mas também ministra aulas de diversas artes marciais ao público em geral. Portanto quem deseja ingressar nesta atividade, é um bom caminho treinar na RFT, que já tem todo um nohall na profissionalização do esporte.

Os campeonatos e eventos esportivos, cujos atletas da RFT costumam participar são; Shoutou Brasil, Jungle Fight, Nitrix, Centurion, entre diversos outros eventos relacionados à prática do MMA no Brasil e no exterior.

A Grande Rio patrocina e apóia a RFT, este centro de treinamento de MMA, de uma forma geral, colaborando com a estrutura da academia, como materiais, despesas e outros custos. Mas a ajuda vai ainda mais além deste apoio geral à academia, A Grande Rio patrocina, individualmente, alguns atletas em específico, custeando gastos existentes para a prática dos treinamentos e custeando-lhes despesas mensais. Conversamos com alguns destes atletas que recebem este apoio direto da nossa Agremiação Caxiense;

Luciano Azevedo

29 anos, nascido no Ceará, Luciano foi o primeiro atleta da RFT a ter o patrocínio individual da Grande Rio, desde 2005. Já lutou o Pride, no Japão, já foi vencedor 5 vezes em eventos na Inglaterra, lutou na França, Ganhou o Jungle Fight em cima do Zé Aldo, melhor do mundo atualmente no peso dele. Entre outras conquistas. O apoio que a Grande Rio fornece ao Luciano permite com que ele possa se dedicar exclusivamente aos treinos.

Eu trabalhava com meu pai no bar, saía do treino cansado e ainda tinha que trabalhar a noite. Hoje em dia, graças a este apoio da Grande Rio eu posso me dedicar integralmente aos meus treinos.

 

 

Leonardo “Chocolate”

Leonardo Nascimento Lúcio, o Chocolate, tem 27 anos, é carioca e treina profissionalmente na RFT desde a fundação da academia, em 2000. Chocolate, que também é estudante de Educação física e professor de luta-livre e westiling, já lutou na Alemanha e Inglaterra, faturou títulos como o WCFC, Cassino Fight, entre outros. Chocolate faz parte da seleção brasileira de Westiling, esporte que lhe consagrou campeão brasileiro. A Grande Rio o apóia individualmente desde 2006.

“O apoio da Grande Rio me ajuda na vida diária, me ajuda a pagar a faculdade. O que me sustenta hoje em dia são as aulas que eu dou e o apoio da Grande Rio”.

Junior “PQD”

Com 24 anos, morador do Complexo do Alemão, na Penha, Genair Martins da Silva Junior, o Junior PQD, já levou alguns títulos importantes como Fury Fight e Rio FC, treina na RFT há quase 3 anos. Nas suas últimas 5 lutas ele foi vencedor por nocaute ainda no primeiro round. Além de lutar profissionalmente no centro de treinamento RFT, PQD também dá aula de Luta-livre na Comunidade do Complexo do alemão na Penha, onde reside. Junior PQD ainda consegue tempo para trabalhar de motoboy na parte da noite.

“o apoio que a Grande Rio me dá, vai possibilitar com que eu possa concluir meu segundo grau no meio deste ano. Eu só tenho a agradecer à RFT e ao apoio da Acadêmicos do Grande Rio.”

Luiz Alberto “Betão”

Com 25 anos de idade, Luiz Alberto Ribeiro Nogueira, o Betão, já faturou títulos como X combat, campeão carioca de Westiling em 2010, campeão do Shooto Brasil 6 vezes,  faz parte da RFT como atleta profissional há 4 anos, recebe o apoio da Grande Rio há quase 3 anos. Betão tem o grande sonho de participar do UFC, sonho não tão distante, pois o atleta viajará para os EUA onde vai participar de um grande evento internacional.

“Todo mundo sabe, aqui na RFT, que eu só tinha dinheiro pra pagar a passagem até a central, pra chegar até botafogo eu vinha a pé. Com a ajuda da academia e da Grande Rio eu posso me dedicar muito mais à prática do esporte.”

Luis Jorge “Besouro”

Atleta da RFT há sete anos, Luiz Jorge Dutra da Silva Junior, o Besouro, tem 25 anos de idade e já levou títulos como OMMAC, Bitetti Combat, Meca, Shooto, Gold Fighters e Cassino Fight.“O apoio da Grande Rio é primordial.”

 

Além da Grande Rio, a RFT também recebe o apoio da Pezon e No Gi.

A academia RFT na verdade é uma família, onde os atletas se respeitam e pregam o comprometimento e vontade de vencer, de conquistar os objetivos de nossas vidas.

“O jogo de cintura, o molejo, o samba no pé, essas são as semelhanças que existem entre a luta e o carnaval, a vontade de vencer, o sangue quente. Isso é o carnaval, isso é a luta.”

“A Grande Rio não apóia a nossa academia para divulgar sua marca, ela patrocina a RFT porque ela gosta do esporte, ela acredita no potencial da luta e seus benefícios aos atletas. Se todos também fizessem o mesmo, o Brasil seria diferente, muitos jovens teriam um futuro mais promissor.”

“A Grande Rio não é nosso patrocinador nem apoiador, é um pai pra academia.”

Marcio Cromado

Redação: Renan Calabri e Yuri Soares

Samba enredo 2018 GRANDE RIO