Os Preparativos da Grande Rio para fazer o caldeirão ferver na avenida

A G.R.E.S. acadêmicos do Grande rio vem falando este ano, como todos sabem, da cidade de Florianópolis, sua cultura, histórias e mistérios que envolvem esta ilha no sul do Brasil e que atrai turistas do mundo inteiro por sua beleza e seu povo. O enredo Y Jurerê Mirim, a encantadora ilha das bruxas (um conto de Cascaes), é baseado nos contos do professor e pesquisador, Joaquim Franklin Cascaes, falecido em 1983, que por mais de 30 anos trabalhou para registrar as manifestações culturais que estavam desaparecendo da ilha de Santa Catarina, parte do município de Florianópolis. O termo Y Jurerê Mirim, que quer dizer ‘Pequena boca d’água’, era o nome dado pelos índios Carijós ao estreito que separa a Ilha de Santa Catarina do continente. 

Nem todos sabem, mas para que uma agremiação, como a Grande Rio, possa fazer um espetáculo grandioso na Marquês de Sapucaí, acontece durante quase todo o ano um trabalho muito árduo no barracão da escola, localizado na cidade do samba, bairro da  Gamboa. A labuta no barracão começa a partir do mês de Julho, onde cerca de 350 funcionários trabalham duro entre as etapas de ferragem dos carros, montagem da madeira e decoração, perdurando até o carnaval. Para ter uma noção, em apenas um ano é gasto, em média, 35 toneladas de aço, tubos e vigas; 700 rolos de espuma; caminhões e caminhões de madeira e blocos de isopor; 10.000 latas de cola; mais de 1.500 litros de diesel para abastecer os carros alegóricos no dia do desfile, entre outros materiais.O horário de funcionamento do barracão da escola é de 09 às 19 horas, porém no período próximo ao dia do desfile, este horário se estende para que consigam garantir que o espetáculo aconteça sem nenhum erro.

As funções dadas aos funcionários do barracão são designadas da seguinte forma; o carnavalesco, Cahê Rodrigues, passa as orientações ao diretor do barracão e aos chefes de equipe, que por sua vez, conduzem o restante destas equipes para que possam executar suas determinadas tarefas. Segundo o diretor do barracão, Paulo Machado, o carnaval da Grande Rio este ano, apesar de trazer um enredo detalhado e bastante artesanal, está no prazo correto. A expectativa da escola de Caxias para o carnaval de 2011 é de assegurar o título inédito do grupo especial. – a gente sempre diz que é campeão, todo ano as escolas têm esse negócio de dizer que vão ser campeãs, mas esse ano, pelo que tá sendo feito no barracão, nos ateliers, eu posso garantir, vamos ser campeões! Não só eu digo isso, mas a maioria dos entendedores de carnaval, também diz o mesmo. – afirmou, muito otimista, o diretor de barracão, Paulo Machado. Os carros alegóricos começam a deixar o barracão um dia antes do desfile, partindo em direção à Marquês de Sapucaí. A Grande Rio desfila na segunda-feira, dia 07 de março e é a quarta escola a passar pelo sambódromo.

Redação: Renan Calabri e Yuri Soares

Samba enredo 2017 GRANDE RIO